O vendedor se sente desconfortável por causa do aparente conflito de interesses do agente imobiliário

E ntre alcançar o preço mais alto possível para o vendedor
e ter uma relação preexistente com o amigo. O vendedor entende que existe o
risco de que a amizade tenha interferido na lealdade do agente. De fato, se o
agente tivesse informado o vendedor no início do processo que um amigo
distante era um comprador em potencial, o vendedor poderia ter escolhido outro
agente.
No segundo ato da história, a vendedora compartilha sua preocupação com os
outros e é assegurada por vários especialistas que sua primeira reação intuitiva
é razoável. O vendedor é informado sobre os requisitos legais da prática correta
do corretor de imóveis e sobre um código de ética do setor. Uma vez que
representa uma imobiliária, tal situação é uma boa ilustração das tensões éticas
que podem se desenvolver na prática da indústria em relação a comportamentos
que não sejam claramente ilegais. Por um lado, tal situação está em conflito com
a redação idealista do código de ética, relacionada à prática correta do corretor
de imóveis.
No entanto, uma vez que se trata de uma área legal cinzenta, não seria fácil
vencer o agente se um caso legal fosse instaurado.
O vendedor é aconselhado a entrar em contato com o supervisor do agente e
pedir uma sugestão de como lidar com tal situação de forma correta e justa. No
terceiro ato, o vendedor aborda o problema diretamente com o corretor, iniciando
com uma mensagem de e‐mail.
O vendedor entende que nunca se poderia saber como o processo teria
terminado sem qualquer conflito de interesse do agente ou com outra rodada de
licitações. No entanto, a questão chave é se o corretor tinha ou não o dever de
informar o vendedor. Ao não mencionar o interesse do amigo distante no início
do processo, o agente arriscou a confiança que é a base do trabalho do agente
como uma combinação de representante de vendas e corretor neutro. Piracicaba encontrar imobiliaria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.